16 de janeiro de 2018

POPULAÇÃO TEM TRATAMENTO INTERROMPIDO PELA FALTA DE PAGAMENTO A FARMÁCIA

Usuários do sistema Único de Saúde (SUS) mais uma vez reivindicam informações sobre a falta de medicamentos na Farmácia Básica do Município de Caicó, especialmente remédios de uso contínuo. Os pacientes deixam a Farmácia de mãos vazias e com uma orientação: voltar dias depois.

Faltam medicamentos como: Fluoxetina e Omeprazol Losartana, Enalapril, Fenobarbital de 100mg, Atenolol, 25,mg Clortalidona, 12,5 Captopril de 50 e 25 mg, medicamentos que na sua maioria são usados por pessoas hipertensas entre outros medicamentos. Segundo eles, ao comparecer à unidade para obter a medicação, são informados que nenhum deles estava disponível.

Já os medicamentos como Velija de 60 mg, Condorflex 500 +400, entre outros de uso adulto também não estão sendo entregues pela farmácia que ganhou a concorrência aos paciente que não pode interromper o tratamento, mesmo sendo de ordem judicial eles não estão sendo atendidos. Segundo o proprietário da farmácia a prefeitura de Caicó não vem efetuando o pagamento e a distribuição foi suspensa até que a prefeitura legaliza a situação, só não se sabe quando.

Que faz uso dessas medicações são pessoas pobre que além de estarem com seus salários atrasados não podem comprar em farmácias regulares. “Como as pessoas que não tem condições farão para obter estes medicamentos?

Essas pessoas que hoje sofrem são as mesmas que acreditaram nas promessas do gestor de que a saúde ia melhorar, de que todos nos íamos viver num verdadeiro paraíso, ao contrário, transformou a vida de quem precisa da saúde pública da cidade num inferno. Só não vai faltar dinheiro para o carnaval pois a prefeitura já começou a fazer os gastos. É a cidade tomada pelo lixo, faltando água, medicamento e saúde para todos. E depois do Carnaval como ficará prefeito.?

MPF REFORÇA A TEMER PEDIDO DE DEMISSÃO DE VICES DA CAIXA, SOB PENA DE PUNIR PRESIDENTE

O Ministério Público Federal (MPF) em Brasília encaminhou um novo ofício ao presidente Michel Temer em que reforça recomendação já feita para que ele destitua vice-presidentes da Caixa Econômica Federal sob pena de ele próprio ser responsabilizado na Justiça.

Os procuradores da República afirmam que o prazo final para acolhimento da sugestão de trocar os vices e escolher novos por processo seletivo idôneo é o dia 26 de fevereiro e que, se isso não ocorrer, poderá haver implicações a Temer.

"Esclarece-se desde já que, caso não seja observada a recomendação, eventuais novos ilícitos cometidos pelos atuais vice-presidentes da Caixa Econômica Federal poderão gerar a responsabilização civil de Vossa Excelência, por culpa in eligendo (por ter escolhido a pessoa errada, em tradução livre)", diz o ofício.

Em tese, o presidente poderia ser alvo de uma ação de improbidade administrativa.

O Palácio do Planalto informou que ainda não foi notificado do ofício dos procuradores --o documento foi repassado à procuradora-geral da República, Raquel Dodge, a quem cabe repassá-lo a Temer. A avaliação no governo, segundo uma fonte, é que por enquanto trata-se apenas de uma ameaça sem base jurídica.

EM BUSCA DE APOIO, TEMER SE APROXIMA DE LIDERANÇAS DA SOCIEDADE CIVIL

O presidente Michel Temer vai receber, nesta terça-feira, às 17h, o pastor José Wellington, da Igreja Evangélica Assembleia de Deus em São Paulo. Este é o segundo encontro com lideranças evangélicas no Palácio do Planalto esta semana. A agenda, orquestrada principalmente pelo ministro da Secretaria de Governo, Carlos Marun, pretende garantir a recuperação da popularidade do presidente e conquistar apoio para as reformas propostas pelo governo.

Ontem, Temer esteve com o apóstolo Valdemiro Santiago, fundador da Igreja Mundial do Poder de Deus. José Wellington, por sua vez, foi presidente da Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil e é um dos pastores mais influentes do país.

O ministro Marun explicou ao GLOBO que a nova estratégia do Executivo é utilizar o período de recesso parlamentar para investir nas conversas com representantes da sociedade civil. A ideia é que o apoio da sociedade tranquilize os deputados na hora da votação da reforma da Previdência na Câmara. A bancada evangélica no Congresso é composta por cerca de 80 deputados e 4 senadores.

O presidente está conversando com lideranças a nível de Brasil. Estamos fazendo vários tipos de diálogo. Nós entendemos que um fator que ainda inibe algumas decisões de votos favoráveis é a justa preocupação com a questão eleitoral ressaltou.

MPF PEDE 386 ANOS DE PRISÃO PARA CUNHA E 78 ANOS PARA HENRIQUE ALVES

O Ministério Público Federal em Brasília (MPF-DF) pediu que os ex-presidentes da Câmara Eduardo Cunha e Henrique Eduardo Alves, ambos do PMDB, sejam condenados, respectivamente, a 386 anos e 78 anos de prisão.

O MPF apresentou à 10ª Vara Federal de Brasília, nesta terça-feira, as alegações finais na ação penal derivada da Operação Sépsis, que investiga desvios o Fundo de Investimentos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FI-FGTS).

O MPF pediu ainda que Cunha, acusado de corrupção ativa, corrupção passiva, lavagem de dinheiro e prevaricação, pague uma multa de R$ 13,7 milhões; e que Alves, denunciado por corrupção passiva e lavagem de dinheiro, pague R$ 3,2 milhões.

“A República, em grande extensão, foi vítima dos delitos praticados pelos mencionados acusados, sofrendo um prejuízo moral incalculável. A reprovabilidade de suas condutas, portanto, é absoluta, máxima”, diz o texto.

Também são réus no processo o operador Lúcio Bolonha Funaro, o ex-vice-presidente da Caixa Fábio Cleto e o empresário Alexandre Margotto. Como os três fecharam acordos de delação premiada, o MPF ressaltou que os acordos estabelecem penas máximas: 30 anos para Funaro, 10 anos para Cleto e nove anos para Margotto.

O MPF afirma que Cunha e Alves indicaram Cleto para a vice-presidência da Caixa e o ajudaram a se sustentar no cargo, que seria utilizado pelo executivo para atender "demandas ilícitas dos demais acusados". Em nota, a defesa de Eduardo Cunha afirmou que as alegações finais “configuram uma peça de ficção científica, sem provas, com afirmações inverídicas que não se prestam a sustentar uma condenação”. A defesa de Henrique Alves, não quis se pronunciar.

PARA PRENDER LULA, 'VAI TER QUE MATAR GENTE', DIZ PRESIDENTE DO PT

A oito dias do julgamento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), a presidente do PT, senadora Gleisi Hoffmann, disse que para Lula ser preso "vai ter que prender muita gente, mais do que isso, vai ter que matar gente".

As declarações de Gleisi, dadas ao site Poder360, ocorrem após o presidente do TRF-4 ir a Brasília discutir questões de segurança durante o julgamento do recurso petista. Lula foi condenado a nove anos e seis meses de prisão pelo juiz Sergio Moro. Para prender o Lula, vai ter que prender muita gente, mas, mais do que isso, vai ter que matar gente. Aí, vai ter que matar, afirmou Gleisi.

A possibilidade de prisão de Lula logo após decisão do TRF-4 no dia 24 de janeiro caso a condenação venha a ser confirmada pelo tribunal foi descartada pelo próprio tribunal. Na última semana, o TRF-4 divulgou nota afirmando que eventual prisão dos envolvidos no julgamento só ocorrerá após a análise de todos os recursos cabíveis à corte.

Depois, no Twitter, a presidente do PT minimizou a declaração: Na minha fala ao site Poder 360, usei uma força de expressão p/ dizer o quanto Lula é amado pelo povo brasileiro. É o maior líder popular do país e está sendo vítima de injustiças e violências q atingem quem o admira. Como ñ se revoltar c/condenação s/ provas? Política e injusta", escreveu a senadora.

15 de janeiro de 2018

VOCALISTA DO CRANBERRIES MORRE AOS 46 ANOS

A cantora irlandesa Dolores O’Riordan, vocalista da banda The Cranberries, morreu aos 46 anos. De acordo com o tabloide inglês Daily Mail, ela foi encontrada sem vida nesta segunda (15) em um quarto de hotel em Londres. A informação foi confirmada ao site pelo assessor dela.

Dolores ganhou notoriedade com o Cranberries, famoso por hits como Zombie e Linger, embora tenha ficado fora da banda entre 2003 e 2009. Ela se preparava para tocar com sua outra banda, chamada D.A.R.K, na Irlanda. A última mensagem publicada no perfil da cantora no Twitter, no dia 4, traz um recado de despedida citando a apresentação do grupo no país.

CAETANO VELOSO TEM TODO SEU EQUIPAMENTO DE SHOW ROUBADO

Caetano Veloso teve todo seu equipamento roubado, no último domingo (14). Seu motorista, que parou em um restaurante na estrada de Maraú, na Bahia, foi abordado por bandidos armados que levaram o veículo e o trailer que estava acoplado, com todos os itens dentro.

“Foram roubados equipamentos que têm valor afetivo, como violão do Caetano”, contou Paula Lavigne empresária do cantor. Através de seu Instagram, o famoso divulgou as informações a respeito do assalto na esperança de recuperar suas coisas.

“Compartilhem”, pediu. Os objetos iam rumo ao Rio de Janeiro quando tudo aconteceu. Vale lembrar que a próxima apresentação do artista está marcada para o dia 28 de janeiro por lá.

PELÉ USA ANDADOR PARA CHEGAR AO PALCO DURANTE EVENTO DO CARIOCÃO

Pelé usou um andador para se movimentar na festa de abertura do Estadual do Rio, nesta segunda-feira (15). O ex-jogador do Santos e da seleção brasileira compareceu ao evento como embaixador da competição.

"Discutíamos ali atrás, mas decidi entrar assim. Deus me deu essa chuteira nova e decidi mostrar", brincou Pelé, que entrou com a ajuda de um andador no palco de uma das salas da Cidade das Artes, na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio.

Desde 2012, o ex-jogador de 77 anos convive com problemas médicos. Nesse período, ele foi submetido a três cirurgias -fêmur, menisco e coluna."Gostaria de agradecer as pessoas que me mandaram mensagens de boa recuperação de toda parte do mundo. Estou feliz de estar aqui", acrescentou.

Em dezembro, ele participou do sorteio dos grupos da Copa do Mundo da Rússia se locomovendo em cadeira de rodas. O ex-jogador entrou no local do sorteio empurrado por ajudantes. Em 2016, Pelé disse à Folha de S.Paulo que médicos que o examinaram disseram que houve um erro em uma cirurgia à qual foi ele submetido em 2012, para a implantação de uma prótese no quadril.

GASOLINA SOBE HÁ QUASE 3 MESES E BATE NOVO RECORDE, DIZ ANP

O preço médio da gasolina subiu de 4,151 reais por litro para 4,183 reais na última semana, segundo dados da Agência Nacional do Petróleo, Gás e Biocombustíveis (ANP) divulgados nesta segunda-feira. É a décima primeira semana seguida de alta para o combustível. Os preços do etanol e do diesel também aumentaram.

O levantamento considerou o preço médio da gasolina cobrado aos consumidores em 5.758 postos pelo país. É o maior valor registrado no levantamento da agência, mas a pesquisa não considera a variação da inflação no período.

Nas refinarias, o preço cobrado pela Petrobras das distribuidoras teve quatro reajustes na última semana, uma alta de 1,17% a alta nos postos foi de 0,77%. Para esta semana, a estatal anunciou uma redução de 0,8% nas refinarias, que passará a valer a partir de terça.

As mudanças nos valores ocorrem por causa da política de preços da empresa adotada desde julho. Desde então, a gasolina acumula alta de 25,99%. A empresa não revela a fórmula do cálculo, mas leva em conta fatores como o dólar e o preço do petróleo no mercado internacional. O preço que os postos cobram dos consumidores, no entanto, são definidos livremente por essas empresas, embora o custo nas refinarias seja um componente.

Em relação ao diesel, a variação foi de 3,479 reais por litro para 3,494 reais por litro (0,43%), segundo a ANP, a terceira alta semanal seguida. O combustível ficou 0,59% mais caro nas refinarias na última semana e terá reajuste de 0,10% a partir de terça. O etanol passou de 2,946 reais por litro para 2,963 reais por litro, quinta alta semanal seguida.

PLANALTO DIZ QUE ENCONTRO DE TEMER COM DIRETOR DA PF FOI SOBRE SEGURANÇA

O presidente Michel Temer e o diretor-geral da Polícia Federal, Fernando Segovia, conversaram na manhã desta segunda-feira, 15, sobre “segurança pública e segurança nas fronteiras”, segundo a assessoria de imprensa do Palácio do Planalto. Na conversa, segundo apurou o Broadcast, os dois conversaram ainda sobre a possível criação de uma polícia federal fardada.

Auxiliares do presidente negam que os dois tenham tratado do depoimento do ex-procurador-geral da República, Rodrigo Janot, que aconteceu nesta segunda-feira. Interlocutores do Planalto também dizem que não foi tratado na conversa sobre as repostas para as 50 perguntas que foram encaminhadas a Temer pela Polícia Federal no inquérito sobre suposto esquema de corrupção no Porto de Santos.

Na última sexta-feira, 12, o presidente teve um encontro com seu advogado, Antônio Cláudio Mariz, em São Paulo. Ao Estado, Mariz afirmou Temer vai responder a todas as perguntas, apesar de sua defesa considerar alguns dos questionamentos “impertinentes”.

Ao contrário do ano passado, quando em junho ignorou a PF e não respondeu a nenhuma das 82 indagações feitas no âmbito de outro inquérito - sobre corrupção passiva, obstrução da Justiça e organização criminosa no caso do Grupo J&F, desta vez o presidente decidiu responder. As respostas deverão ser protocoladas no Supremo Tribunal Federal (STF) nesta semana. O relator do inquérito na Corte é o ministro Luís Roberto Barroso.

PRESIDENTES DO TRF4 E DO STF DISCUTEM AMEAÇAS A DESEMBARGADORES

O presidente do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), desembargador Thompson Flores, foi hoje (15) ao gabinete da ministra Cármen Lúcia, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), para discutir providências sobre ameaças recebidas pelos desembargadores que julgarão, no próximo dia 24, em Porto Alegre, o recurso contra a condenação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Thompson Flores deixou o STF sem falar com a imprensa, após reunião de pouco mais de uma hora com Cármen Lúcia, que preside também o Conselho Nacional de Justiça (CNJ), órgão que tem um departamento para cuidar da segurança de magistrados. O desembargador tem encontros marcados também com o ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional, Sergio Etchegoyen, e com a procuradora-geral da República, Raquel Dodge.

Lula foi condenado pelo juiz Sérgio Moro, da primeira instância da Justiça Federal, em julho do ano passado, a nove anos e meio de prisão, pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. O ex-presidente foi acusado de receber propina da empreiteira OAS na forma de um apartamento triplex no Guarujá (SP), em troca de favorecimentos em contratos na Petrobras.

A defesa de Lula nega as acusações e afirma ter ficado provado que Lula nunca foi nem seria proprietário do apartamento. Os advogados do ex-presidente alegam que ele sofre uma perseguição política por intermédio do Judiciário, numa tentativa de inviabilizá-lo politicamente, tática conhecida como law fare.

3 de janeiro de 2018

OS APOSENTADOS DO BRASIL PAGAM A CONTA DA CORRUPÇÃO

O presidente Michel Temer tem defendido com veemência a aprovação da Reforma da Previdência. Em entrevista a imprensa, chegou a afirmar que, caso isso não ocorra, será necessário cortar pensões e vencimentos de servidores.

Mas o que Temer não diz é que os aposentados vão acabar pagando o pato pelo roubo dos políticos aos cofres públicos.

Um levantamento da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo revela que o buraco da corrupção no País é muito maior que o da Previdência.

Só para efeito de comparação: enquanto o ministro Henrique Meirelles projeta uma economia de R$ 48 bilhões anuais com a reforma, a Fiesp apurou que as práticas corruptas drenam dos cofres públicos assombrosos 2,3% do PIB brasileiro. Assim, considerando os R$ 6,266 trilhões responsáveis por toda a riqueza que produzimos, em 2016, teríamos R$ 144,1 bilhões destinados à bandidagem.

Dito de uma maneira mais direta: o dinheiro tungado pelos corruptos é, exatamente, o triplo do que Temer e Meirelles pretendem economizar com a reforma da Previdência. Na bandalheira com a coisa pública, as cifras nunca são acanhadas.

Vejamos o caso do Rio de Janeiro. Lá, o delegado da Polícia Federal, Alexandre Ramagem, que integra o grupo da Operação Lava Jato, estipula que o esquema montado por Sérgio Cabral, deputados estaduais e grandes empresários fez com que o Estado deixasse de arrecadar inacreditáveis R$ 183 bilhões nos últimos cinco anos.

Mais uma vez, a economia com a reforma da Previdência perde de lavada para a corrupção. Aliás, no Brasil, Previdência e corrupção sempre andaram de mãos dadas.

O caso mais célebre foi o da ex-advogada Jorgina de Freitas. Na década de 80, em conluio com servidores, promotores e juízes, ela surrupiou R$ 2 bilhões, do INSS, em valor atualizado. Jorgina acabou condenada e presa, mas quantas outras Jorginas gozam a vida por aí, enquanto milhões de trabalhadores perdem o sono?

POLICIAIS CIVIS DE NATAL (RN) SE APRESENTAM PARA SER PRESOS

Pelo menos 300 policiais civis estão na Delegacia Geral da Polícia preparados para se entregar, nesta quarta-feira (3), em Natal (RN), de acordo com o Sinpol-RN (Sindicato dos Policiais Civis e Servidores da Segurança Pública). No entanto, até agora, nenhum agente foi preso.

Os agentes de segurança pretendem cumprir uma determinação da Justiça do Rio Grande do Norte, que determinou a detenção de policiais civis e militares e bombeiros que incitassem ou defendessem a greve da categoria. Representantes dos agentes, escrivães, delegados e a delegada-geral da Polícia Civil do RN, Adriana Shirley, se reúnem para tentar solucionar o impasse.

O sindicato afirma que ainda não foi oficialmente notificado da decisão judicial. Segundo o presidente da entidade, Nilton César Arruda Ferreira, chegou-se a um impasse de difícil solução, já que o governo estadual alega não ter condições de saldar os salários atrasados dos servidores públicos e, com isso, a categoria sente-se impedida de retornar à normalidade.

“A categoria está impossibilitada de cumprir uma determinação judicial, que determina que sejamos presos se não retornarmos ao trabalho. A questão é que não temos como voltar com a maioria sem receber os salários de novembro e dezembro e o 13º salário. Não temos como honrar nossos compromissos ou como saldar nossas dívidas. Muitos não têm nem mesmo condições de se deslocar até o local de trabalho, que dirá tranquilidade para atuar tendo deixado a família em casa, sem dinheiro algum”, declarou Ferreira.

DOIS DETENTOS MORREM NA PAPUDA, E DEFESA DE MALUF EXPRESSA ‘APREENSÃO’

Após dois detentos do Complexo Penitenciário da Papuda, em Brasília, morrerem por parada cardíaca em pouco mais de 24 horas, a defesa do deputado federal Paulo Maluf (PP-SP), que está detido na unidade, divulgou uma nota registrando sua “extrema apreensão” com a situação.

O advogado Antônio Carlos de Almeida Castro, mais conhecido como Kakay, questionou a capacidade do presídio de tratar Maluf, que tem 86 anos e sofre de diversos problemas médicos.

De acordo com a Subsecretaria do Sistema Penitenciário do Distrito Federal (Sesipe), um detento morreu na noite de domingo e o outro na madrugada de terça-feira. Os dois estavam presos preventivamente e ainda não haviam sido julgados. O nome e as idades deles não foram revelados.

O preso que morreu no domingo foi atendido pelo Corpo de Bombeiros. Ele já havia solicitado atendimento médico no dia 29 de dezembro, por dores lombares, e recebeu medicação. De acordo com a Sesip, “todos os procedimentos de intervenção foram tomados, mas a vítima não resistiu à parada cardíaca”.

Já o detento que morreu nesta terça-feira não havia solicitado atendimento médico em nenhum momento. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) fez o processo de reanimação, mas o interno não resistiu.

Em nota, Kakay lembrou que a Papuda informou à Vara de Execuções Penais de Brasília que tem condições de prestar a assistência médica a Maluf. Após receber a posição, no dia 22 de dezembro, o juiz substituto Bruno Aielo Macacari negou, em decisão provisória, um pedido da defesa do parlamentar para que ele pudesse cumprir pena em casa. No dia 27, o magistrado determinou que o Centro de Detenção Provisória (CDP) da Papuda e o Instituto Médico Legal (IML) respondam a questionamentos formulados pela defesa para que ele possa tomar uma decisão definitiva sobre o tema.

CRESCE APOIO À REDUÇÃO DA IDADE PENAL POR CRIME GRAVE

Levantamento do Instituto Datafolha divulgado nesta quarta-feira (3) pelo jornal Folha de S. Paulo mostra que o índice dos brasileiros que apoiam a redução da idade penal para crimes graves cresceu no último ano.

De acordo com a pesquisa, que ouviu 2.765 pessoas em 192 cidades do país, o apoio saltou de 26%, em 2015, para 36%, em 2017. A margem de erro da sondagem é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos.

No recorte por região do país, o levantamento mostra que os nordestinos são os que menos defendem a diminuição da idade, com 81% que se declaram favoráveis. No Norte, o apoio soma 89%, empatados pela margem de erro com os habitantes da região Centro-Oeste, onde 88% aceitam a redução da maioridade.

As principais diferenças, segundo o Instituto, aparecem nas faixas de renda. Entre os que ganham acima de dez salários mínimos, o apoio soma 73%, contra 83% da parcela mais pobre da população, cuja renda é de até dois salários.

Vale ressaltar que a mudança na legislação foi proposta pelo senador Ricardo Ferraço (PSDB-ES) em abril de 2016. O texto está em análise na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania do Senado (CCJ).

SURFISTA BRASILEIRA É ATACADA POR TUBARÃO NO HAVAÍ

Uma surfista amadora (free surf) brasileira foi atacada por um tubarão em uma praia do Havaí, no dia 31 de dezembro, e quase perdeu a perna esquerda. Marjorie Mariano já foi submetida a um procedimento cirúrgico, mas terá de passar por uma nova operação para tentar recuperar alguns movimentos físicos.A perna da brasileira ficou gravemente ferida.

De acordo com o canal de televisão “Hawaii News”, Marjorie foi socorrida por outros surfista logo depois do ataque. Ela foi levada para a areia da praia e, em seguida, encaminhada para um hospital.

A segunda cirurgia teve de ser feita porque Marjorie ficou com os movimentos do pé esquerdo debilitado. No Instagram, ela publicou alguns vídeos explicando o ocorrido.

"Oi, galera. Só quero agradecer todo mundo pela vibe, pela energia, pelas orações. Estou aqui no hospital, amanhã vou fazer mais uma cirurgia para saber se estou com alguma lesão em alguma coisa relacionada com os nervos e os tendões. O meu pé esquerdo não está flexionando para cima com a minha vontade", disse a vítima do tubarão, que continuou.

"Então, vou entrar em uma nova mesa de cirurgia de novo e agradeceria se continuarem as orações que estão fazendo, as energias e tudo. Obrigado a todos que estão orando por mim e vamos torcer, rezar e pedir para que tudo dê certo, que não tenha nenhum problema que vá agravar", acrescentou.

ARRECADAÇÃO DA LAVA JATO CAI 90% EM 2017

O valor arrecadado pela Operação Lava Jato no ano passado teve uma redução de 90%. De acordo com o jornal Folha de São Paulo, as multas de acordos de leniência, a maior fonte de recuperação de valores, passaram de R$ 8 bilhões em 2016 para R$ 839 milhões em 2017.

Apesar de a recuperação de valores não seguir uma lógica linear, advogados que já participaram desse tipo de acordos indicam que uma queda tão pronunciada não é “obra do acaso”. Celso Vilardi, que atuou em cinco acordos, explica que o governo de Michel Temer, que se tornou alvo da Lava Jato, enfraqueceu esse tipo de medida, propondo multas com valores capazes de quebrar as companhias. “Com o governo Temer, a empresa que fez acordo enfrenta mais dificuldade para sobreviver do que aquelas que não fizeram.

Para a força-tarefa da Lava Jato, o governo Temer utilizou artifícios para acabar com as leniências. Carlos Fernando dos Santos, procurador que esteve à frente da operação, explica que há conflitos de interesses por parte do governo, que permitiria a sobrevivência de empresas que o delataram.

Vilardi concorda com o pensamento. “Só o Ministério Público tem poder para fazer acordo. O governo atual e o anterior e órgãos como o TCU [Tribunal de Contas da União] são suspeitos porque seus integrantes são investigados”, indica.

FAMÍLIA DE SCHUMACHER JÁ GASTOU R$ 110 MILHÕES EM TRATAMENTO, ESTIMA JORNAL

Os gastos da família de Michael Schumacher com cuidados médicos ao ex-piloto alemão, tratado sob sigilo absoluto desde que sofreu um grave acidente de esqui, há quatro anos, somam mais de 28 milhões de euros (cerca de R$ 110 milhões), segundo estimativa divulgada pelo jornal catalão "As" nesta terça-feira.

De acordo com a publicação, toda a estrutura necessária para que Schumacher receba tratamento em casa custa 140 mil euros (R$ 549 mil) por semana. Ele teve alta do hospital em setembro de 2014, e desde então fica trancafiado na residência da família, na Suíça.

Sete vezes campeão mundial de Fórmula 1, Schumacher chocou-se com uma rocha ao praticar esqui em um hotel nos Alpes suíços, em dezembro de 2013. O alemão ficou mais de seis meses em coma. O estado real de saúde do ex-piloto da Ferrari é assunto confidencial entre amigos e parentes.

Segundo a revista norte-americana "Forbes", Schumacher ganhou 840 milhões de euros (R$ 3,2 bilhões) na carreira, entre salários, premiações e acordos com patrocinadores.

MINISTRO DA INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR PEDE DEMISSÃO

O ministro da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, Marcos Pereira (PRB), pediu demissão no início da tarde desta quarta (3).

Em carta entregue ao presidente Michel Temer no Palácio do Planalto, o agora ex-ministro afirmou estar deixando a pasta para poder se dedicar a questões pessoais e partidárias.

Pereira, que é presidente nacional do PRB, avalia a possibilidade de disputar uma vaga na Câmara na eleição deste ano.

Esta é a terceira baixa no governo Temer em menos de um mês. No dia 8 de dezembro, Antonio Imbassahy (PSDB) deixou a Secretaria de Governo e no último dia 27, Ronaldo Nogueira (PTB) pediu demissão do Ministério do Trabalho. Antes disso, o tucano Bruno Araújo já havia deixado o comando do Ministério das Cidades no dia 13 de novembro.

A decisão de sair da Esplanada acontece no dia seguinte ao anúncio de que as exportações brasileiras superaram as importações em US$ 67 bilhões em 2017, maior valor da história.

2 de janeiro de 2018

A PÉ, POLICIAIS MILITARES RETOMAM SERVIÇOS NO RN

A assessoria de imprensa do Comando Geral da Polícia Militar confirmou a retomada dos serviços, que ocorre de forma gradativa, mas não detalhou quantas viaturas voltaram a circular nesta terça-feira, 2.

Atualmente, a Polícia Militar do Rio Grande do Norte tem cerca de 270 veículos locados, o que corresponde a 27% da frota. Nem todos os veículos, porém, estão com os documentos em dia e com condições adequadas de uso.

O porcentual restante equivale à frota própria, que soma 1.500 veículos, cuja situação é ainda pior. Viaturas estão sem freio, os pneus, carecas e a documentação, irregular, de acordo com a assessora jurídica da Associação dos Subtenentes e Sargentos Policiais Militares e Bombeiros Militares do RN (ASSPMBMRN) Maria de Paula Castro.

Portaria
A Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed/RN) publicou nesta terça-feira, 2, portaria na qual determina que o policial militar será eximido da responsabilidade "pelos hipotéticos riscos ou danos que o uso da viatura possa vir a causar, já que se trata de estrito cumprimento de ordem judicial".

OS CARROS QUE SAÍRAM DE LINHA EM 2017

Todo ano é assim: chegam modelos inéditos e alguém precisa sair para dar espaço. E 2017 não foi diferente.

Tivemos uma lista recheada de despedidas ao longo dos 12 meses do ano, de modelos a versões que foram descontinuadas. Relembre então na galeria de fotos acima quem deu adeus em 2017.
Fiat Idea
Fiat Bravo
Fiat Linea
Suzuki Swift Sport
Suzuki Jimny 4Fun
VW up! nas versões Red, Black e White uP
Hyundai Santa Fe de 5 lugares
Hyundai Grand Santa Fe
Fiat Punto
VW Tiguan 2.0
Chery Tiggo
Chevrolet Captiva
VW Space Cross
VW Space Cross
VW Fox
JAC J2
JAC J3 e J3 Turin
VW Fusca
VW CC: modelo
VW Golf 1.6 MSI
Chrysler 300C
Renault Fluence.

APÓS 40 ANOS, FILHO DE CHICO ANYSIO DEIXA A TV GLOBO

Após 40 anos de trabalho, Nizo Neto informou, nesta terça-feira (2), que não é mais funcionário da TV Globo. O ator, que esteve no elenco do "Zorra", até agosto do ano passado, contou que pediu demissão.

"Meu contrato era indeterminado. Pedi demissão e fiz acordo porque estava precisando respirar novos ares. Estava na Globo há 40 anos. Esse último contrato era desde 1992", disse ao "Uol".

Desempregado, o humorista contou que já tem pensado em investir em novas ofertas: "Meu telefone começou a tocar com propostas de outras emissoras achando que eu tinha sido demitido. Estou estudando propostas".

Filho de Chico Anysio, o famoso trabalhou em produções como "Chico Total" (1982), "Sítio do Pica Pau Amarelo" (1985), "Sinhá Moça" (1986), "A Próxima Vítima" (1995), "O Cravo e a Rosa" (2000), dentre outras.

TARIFA BRANCA ENTRA EM VIGOR E PODE REDUZIR CONTA DE LUZ

Clientes que consomem mais que 500 quilowatts-hora por mês e que concentram seu consumo fora do horário de pico já podem aderir à tarifa branca e gastar menos com a conta de luz. O novo regime está em vigor deste esta segunda-feira, dia 1º. Os consumidores que tiverem interesse no novo regime de cobrança devem procurar a distribuidora que atende sua região.

A tarifa branca é um regime tarifário que considera o horário do consumo para definir do preço da energia. O modelo só é vantajoso para quem consegue gerenciar seu consumo e concentrar o uso de eletrodomésticos e chuveiro elétrico entre 22h de um dia e 17h do dia seguinte. Em contrapartida, entre 17h e 22h, a energia pode ficar até cinco vezes mais cara.

Para famílias que trabalham ou estudam o dia todo e chegam em casa no fim da tarde, é melhor continuar no regime atual, por meio do qual o consumidor paga o mesmo valor pela energia em todos os horários do dia, seja manhã, tarde, noite e madrugada. Já escritórios que só funcionam em horário comercial e pessoas que estudam ou trabalham à noite podem se beneficiar com a mudança.

TEMER SANCIONA ORÇAMENTO DE 2018 COM PREVISÃO DE DÉFICIT DE R$ 157 BI

O presidente Michel Temer sancionou nesta terça-feira (2) o Orçamento para 2018, mantendo a previsão de um déficit do governo de R$ 157 bilhões.

O peemedebista impôs apenas um veto ao texto aprovado pelo Congresso Nacional, retornando à dotação orçamentária original os recursos previstos para o Fundeb (Fundo de Manutenção da Educação Básica).

Em dezembro, o Congresso Nacional havia aprovado um complemento de R$ 1,5 bilhão ao fundo de educação, que foi agora cortado pelo Palácio do Planalto. A proposta sancionada será publicada na edição desta quarta-feira (3) do "Diário Oficial da União". Ele manteve em R$ 5,6 bilhões as receitas previstas para 2018.

A ampliação à proposta inicial do governo se deveu à estimativa mais positiva para o crescimento da economia e, consequentemente, à arrecadação de impostos.Na proposta original, o crescimento previsto para a economia em 2018 era de 2%. No Orçamento, a projeção ficou em 2,5%.

Com o Orçamento de 2018 sob a regra do teto de gastos, as despesas sujeitas ao limite não puderam ser reajustadas. O teto restringe a expansão dos gastos de 2018 em 3% -este foi o primeiro Orçamento feito sob o novo regramento fiscal aprovado em 2016.

MEGA: TRÊS BILHETES PREMIADOS SAÍRAM DA MESMA LOTÉRICA EM SP

Três dos 17 jogos que acertaram as seis dezenas da Mega da Virada de 2017 foram feitos na mesma lotérica de Parelheiros, na zona sul de São Paulo. As apostas foram feitas na Lotérica Parelheiros, segundo a Caixa Econômica Federal.

O sorteio da Mega da Virada foi o que teve o maior número de bilhetes premiados, 17 ao todo. A marca anterior havia sido atingida em 2015 e 2016, com seis apostas certeiras.

As coincidências do último sorteio não param por aí. Outras duas apostas premiadas foram feitas em Guarulhos, na região metropolitana de São Paulo. Uma foi na Yada Loteria e outra na casa A Sorte é Aqui. Outra aposta foi premiada foi feita em São Paulo, na casa Vida Nova, localizada em Sapopemba, na zona leste da cidade.

O sorteio também teve dois ganhadores de Minas Gerais (Carmo do Cajuru e Contagem), três da Bahia (Urucuca, Prado e Cruz das Almas), dois do Paraná (São João do Triunfo e Rio Azul), dois do Rio de Janeiro (Seropedica e Rio de Janeiro), um de Belém (PA) e um de Brusque (SC).

Segundo a Caixa, cada aposta premiada vai receber 18.042.279,04 reais. Os números sorteados foram 06,37, 34, 10, 03 e 17. A aposta de Belém (PA) foi feita em um bolão de 22 cotas, que vai garantir mais de 820 mil reais para cada participante. Já a aposta de Rio Azul (PR), foi de um bolão de cinco cotas. Cada participante receberá mais de 3,6 milhões de reais.

Quina recorde

A Mega da Virada de 2017 marcou outros recordes. Foi o sorteio com mais vencedores da Quina, 4.862 bilhetes ao todo. O recorde anterior era do concurso 309, que sorteou cinco das seis dezenas premiadas no prêmio 308. Foram 3.001 bilhetes premiados na ocasião.