20 de outubro de 2014

NO RIO, DILMA TEM 56% DOS VOTOS VÁLIDOS. AÉCIO TEM 44%

A nova pesquisa Ibope divulgada nesta segunda-feira (20) aponta os seguintes percentuais de votos válidos na corrida presidencial apenas com eleitores do Rio de Janeiro.
Dilma Rousseff (PT) – 56%
Aécio Neves (PSDB) – 44%

Se forem incluídos os votos brancos e nulos e dos eleitores que se declaram indecisos, os votos totais da pesquisa estimulada com eleitores do RJ são:
Dilma – 48%
Aécio – 37%
Brancos e nulos – 11%
Não sabe ou não respondeu – 4%

A pesquisa foi encomendada pela TV Globo. O Ibope ouviu 2.002 eleitores em 46 municípios de 17 a 19 de outubro. A margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%. A pesquisa foi registrada no Tribunal Eleitoral Regional (TRE) sob o protocolo RJ-00073/2014 e no Tribunal Superior eleitoral sob o registro BR-01137/2014.

SAI O NOVO DATAFOLHA: DILMA TEM 46% E AÉCIO 43%

Foi divulgada, nesta segunda-feira, a nova pesquisa Datafolha sobre sucessão presidencial. Agora, a presidente Dilma Rousseff aparece numericamente à frente, com 46% das intenções de voto (subiu 3 pontos), contra 43% do tucano Aécio Neves (caiu 2 pontos).

No levantamento anterior, Aécio tinha 45% das intenções de voto e Dilma aparecia com 43%. Nos válidos, Dilma tem 52% contra 48% de Aécio. Na contagem de votos válidos na pesquisa anterior, o tucano tinha 51% contra 49% da petista.

A aprovação ao governo subiu para 42% (subida de 2 pontos). Os que consideram regular são 37% (variou 1 ponto para baixo). Os que desaprovam são 20% (reduziu 1 ponto).

O Datafolha também perguntou, entre os dois candidatos, em quem os eleitores votariam com certeza, em quem talvez votassem e em qual não votariam de jeito nenhum.

Veja os números:

Dilma
45% - votariam com certeza
15% - talvez votassem
39% - não votariam de jeito nenhum
1% - não sabe

Aécio

41% - votariam com certeza
18% - talvez votassem
40% - não votariam de jeito nenhum
2% - não sabem

No primeiro turno, Dilma teve 41,59% dos votos válidos e Aécio, 33,55%

O Datafolha ouviu 4.389 eleitores no dias 20 de outubro. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%. Isso significa que, se forem realizados 100 levantamentos, em 95 deles os resultados estariam dentro da margem de erro de dois pontos prevista. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número BR-01140/2014.

VOX CONFIRMA DATAFOLHA: DILMA TEM 52% E AÉCIO 48%

A pesquisa do Instituto Vox Populi, encomendada pela TV Record, Record News e R7, divulgada nesta segunda-feira (20) indica que a presidente Dilma Rousseff (PT) permanece numericamente à frente do senador Aécio Neves (PSDB) na corrida à Presidência da República, mas o cenário ainda é de empate técnico entre os candidatos. Os números são semelhantes aos que foram divulgados pelo Datafolha mais cedo.

Dilma aparece com 46% das intenções de voto totais e Aécio registra 43% da preferência do eleitorado. Em relação à semana passada, os dois candidatos oscilaram dentro da margem de erro da pesquisa — de 2,2 pontos percentuais, para mais ou para menos.

No último levantamento Vox Populi, Dilma registrou 45% e Aécio somou 44%. A pesquisa divulgada hoje aponta que brancos e nulos são 5%, e eleitores indecisos somam 5%.

Considerando apenas os votos válidos, ou seja, descontando-se brancos, nulos e eleitores indecisos, Dilma aparece com 52% enquanto o tucano soma 48%. É com esses números que o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) chega ao vencedor da eleição. Também há empate técnico.

A pesquisa ouviu 2.000 eleitores entre o último sábado (18) e domingo (19) em 147 cidades do País. O levantamento, que tem nível de confiança de 95%, foi registrado no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) com o número BR-01136/2014.

PREFEITO DE PAU DOS FERROS PROMOVE MOBILIZAÇÃO PRÓ-ROBINSON

O prefeito de Pau dos Ferros, Fabrício Torquato, promove mobilização pró-Robinson Faria. “Fazer uma campanha constrangido? Não. 

Pau dos Ferros quer isso, um prefeito antenado com a população, que seja sensível aos pleitos que a população tem. 

E os pauferrenses já decidiram que Robinson será o governador”, afirmou o gestor, que anunciou apoio neste segundo turno ao candidato do PSD.

O anúncio marcou o racha na união de Fabrício Torquato com o grupo do deputado estadual Getúlio Rego, que apóia o candidato Henrique Alves, PMDB.

WILMA DE FARIA MANTÉM AGENDA DE CAMPANHA EM PROL DE HENRIQUE ALVES

A presidente do PSB/RN, vice-prefeita de Natal Wilma de Faria, mantém agenda de campanha em prol do candidato a Governo da “União Pela Mudança”, Henrique Alves.

“O estado não pode continuar parado. Então, o caminho é votar no homem preparado, que ama o Rio Grande do Norte, e este homem chama-se: Henrique Alves”, disse Wilma.

Ela enfatizou ainda as prioridades do candidato do PMDB. “Com prioridades para a saúde segurança e educação, Henrique vai fazer uma mudança no Rio Grande do Norte, para salvar o nosso povo deste caos administrativo que estamos vivendo”, ressaltou.

LULA E DILMA CUMPRIRÃO AGENDA EM PERNAMBUCO NESTA TERÇA-FEIRA

O ex-presidente Lula e a presidente Dilma Rousseff cumprirão agenda amanhã, em Recife. Hoje, em entrevista a Rádio Jornal, Lula aumentou o tom de crítica ao candidato do PSDB, Aécio Neves.

“O povo do Nordeste não me deve nada. Nem a mim e nem à presidenta Dilma. O que eles fizeram foi aproveitar a oportunidade que nós propiciamos. Nós é que devemos agradecer pelo carinho e o reconhecimento que recebemos deles”, afirmou.

O ex-presidente Lula ainda ironizou a agenda de Aécio Neves: “os tucanos têm vôo curto, não sabem sair do Sul e Sudeste”.

FÁTIMA BEZERRA INTENSIFICA AGENDA DE CAMPANHA NO SEGUNDO TURNO

A deputada federal Fátima Bezerra, eleita senadora pelo Partido dos Trabalhadores, mantém agenda de campanha intensa neste segundo turno. No final de semana, ela percorreu 15 municípios promovendo caminhadas em prol da campanha de Dilma Rousseff, para reeleição como presidente da República, e Robinson Faria, que disputa o Governo potiguar pelo PSD.

Ao lado do candidato a vice-governador Fábio Dantas e de apoiadores das cidades visitadas, a petista discursou nas cidades pedindo para “todos somem esforços nessa reta final de campanha em prol da reeleição da presidenta Dilma e da eleição de Robinson para o governo do RN”.

A agenda do primeiro dia começou com caravana em Bom Jesus e seguiu para Santa Cruz, Currais Novos, São José do Seridó e, por fim, uma grande carreata em Caicó que contou com a presença do candidato a governador Robinson Faria. Já no sábado (18), Fátima esteve em Alexandria, Antônio Martins, Almino Afonso, Rafael Godeiro, Frutuoso Gomes, Patu, Janduís, Campo Grande e Upanema.

Presidente do PSDC no Estado do RN, o ex-candidato a deputado federal, Joanilson Rêgo, anunciou a posição do partido agora no segundo turno.Depois de integrar coligação que tinha Henrique Alves (PMDB) como candidato a governador, Joanilson optou pelo nome de Robinson Faria (PSD), a quem tinha demonstrado simpatia antes da formação das alianças. O anúncio foi feito na casa de Joanilson com presença de dirigentes do PSDC, do candidato Robinson e da senadora eleita Fátima Bezerra 

(PT).

CHUVA DE METEOROS SERÁ VISÍVEL NA MADRUGADA

A chuva de meteoros Orionídeas será visível entre a noite desta segunda (20) e a madrugada de terça-feira (21). O fenômeno é causado pelo encontro da Terra com a órbita do cometa Halley.

O astro passa por nossa região do Sistema Solar apenas uma vez a cada 76 anos, sendo que a última vez foi em 1986. A cada passagem, ele deixa detritos em sua órbita, que entram na atmosfera terrestre, e segue seu caminho em torno do Sol.

As estrelas cadentes, visíveis no céu nesta segunda-feira, são pequenos pedaços do Halley que se desprenderam séculos atrás e, ao entrar na atmosfera em altíssima velocidade, queimam. Por isso produzem um espetáculo luminoso.

São duas, as chuvas anuais de meteoros associadas ao Halley, porque o cometa tem uma trajetória de ida e outra de volta. A primeira é a Eta-Aquáridas, que acontece em maio. A segunda é a desta segunda-feira, chamada de Orionídeas.

JOANILSON RÊGO DECLARA APOIO A CANDIDATURA DE ROBINSON FARIA

O Presidente do PSDC do Rio Grande do Norte, ex-candidato a deputado federal, Joanilson Rêgo, anunciou a posição do partido agora no segundo turno.

Depois de integrar coligação que tinha Henrique Alves (PMDB) como candidato a governador, Joanilson optou pelo nome de Robinson Faria (PSD), a quem tinha demonstrado simpatia antes da formação das alianças. 

O anúncio foi feito na casa de Joanilson com presença de dirigentes do PSDC, do candidato a governador do RN, Robinson Faria ( 55 )  e da senadora eleita Fátima Bezerra (PT).

"MÁ VONTADE DO PSDB COM O NORDESTE É HISTÓRICA"

O governador eleito da Bahia, Rui Costa (PT), endossa tese de seus correligionários de que a região Nordeste do País terá 'desatenção' do governo federal se o candidato do PSDB à presidência da República, Aécio Neves, for eleito. Em entrevista ao site Bahia Notícias, o petista diz que há "má vontade histórica" dos tucanos com a região.

Sem meias palavras, Rui Costa afirma que há risco de as obras em curso na Bahia, por exemplo, não serem concluídas se Aécio for eleito por "perseguição". Abaixo o trecho em que o petista fala do "preconceito" do PSDB com os nordestinos.

Eu acho que muito mais do que uma questão de perseguição ou não, se trata de uma questão de valor e de opção. Eu cito a questão da industrialização. O bloqueio das indústrias do governo a exemplo da Ford que São Paulo e Minas Gerais, com governadores do PSBD, insistem em perseguir a Bahia e perseguir o nordeste glosando os benefícios fiscais que trouxeram para aqui as indústrias. Então, é a forma de pensar deles. O bombardeiro que eles fizeram no Porto-Sul, em Ilhéus, o bombardeio que eles fazem uma vez que vem universidade para aqui.

Eles disseram, no passado, que aqui era lugar de turismo e de agricultura. Quando eles votam, sistematicamente, no salário mínimo e o futuro ministro da economia caso ele ganhasse a eleição (Armínio Fraga, ex-presidente do Banco Central no mandato de Fernando Henrique Cardoso) diz que o salário mínimo está muito alto, ele vai prejudicar a economia baiana e do nordeste. Isso não sou eu que estou falando, ele diz. Eu só estou analisando para a população, traduzindo o que ele diz e o que vai acontecer com a população. Por isso que eu considero péssimo para a Bahia e para o nordeste uma possível eleição. A má vontade do PSDB com o nordeste é histórica e está presente nos dias de hoje. Um exemplo é a perseguição quanto às indústrias do nordeste, disse Rui.

VIVALDO COSTA SOBRE SUA DERROTA: QUEM ‘PAGOU O PATO’ FUI EU

Na entrevista coletiva que concedeu à imprensa em Caicó, na manhã desta segunda-feira, o deputado estadual Vivaldo Costa (PROS) falou sobre o seu insucesso na eleição de 5 de outubro passado.

Vivaldo ficou na primeira suplência da coligação que elegeu, em última colocação, o seu principal adversário político em Caicó, Álvaro Dias (PMDB). Que estava fora da política a oito anos. Eu tive mais votos do que Álvaro Dias e Nelter Queiroz juntos”, disse o Papa.

“No Seridó, Amazan transformou-se na novidade e foi o candidato mais expressivo que apoiava Robinson Faria, mas quem ‘pagou o pato’ fui eu. Sem Amazan, o Papa teria mais seis mil votos”, lembrou Vivaldo, que segundo ele, teria caído de 24 mil para 21 mil votos no Seridó. “Robinson é que teve a ideia de lançar Amazan, mas política é uma guerra. E não tenho mágoa de Robinson disse”.

CONSUMO DE CARNE DE MORCEGO PODE TER AJUDADO A DEFLAGRAR EBOLA

O início da atual epidemia de ebola e das mortes de mais de 4 mil pessoas por causa da doença pode ter se dado em uma vila na Guiné, no leste da África, quando uma criança comeu morcegos.

A criança de dois anos, apelidada de infante zero, vivia no vilarejo de Gueckedou, uma região em que a carne deste animal é consumida frequentemente.

A família deste paciente disse ter caçado duas espécies de morcego conhecidas por hospedar o vírus. A criança morreu em dezembro de 2013.

Morcegos não são os únicos animais menos convencionais que podem parar nas mesas de famílias africanas: chimpanzés, ratos, cobras e até porco-espinhos são mortos para consumo.

Não só a fome é levada em conta neste hábito. Trata-se de uma prática popular, porque alguns tipos de animais são considerados uma iguaria. Estima-se que na Bacia do Congo, por exemplo, as pessoas comam cinco milhões de toneladas de carne de animais selvagem por ano.

A carne defumada de animais selvagens é vendida livremente em países africanos. O problema é que alguns desses animais podem transmitir sérias doenças, como no caso dos morcegos. Os morcegos são hospedeiros ideais por oferecerem grande resistência ao vírus. Por meio de suas fezes ou mesmo de algumas frutas que tocaram, eles podem infectar animais como chimpanzés e gorilas.Mas ainda não se sabe exatamente como o ebola é transmitido de animais para humanos.

HORÁRIO DE VERÃO NÃO AFETARÁ DIVULGAÇÃO DO RESULTADO DAS ELEIÇÕES NO RN

O Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte (TRE) divulgou nesta segunda-feira (20), que a eleição no estado transcorrerá normalmente das 8h às 17h e os primeiros boletins do resultado da eleição para governador deverão ser divulgados por volta das 17h30.

Quanto ao resultado da eleição presidencial, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) vai bloquear a divulgação até às 20h (horário de verão 19h, no RN), em função do horário de verão em alguns estados da Federação e fuso horário diferenciado.

VIVALDO COSTA CONCEDEU ENTREVISTA COLETIVA EM CAICÓ E FALA SOBRE ELEIÇÕES

O deputado Vivaldo Costa (PROS) esteve reunido com representantes da imprensa de Caicó na manhã desta segunda-feira (20) quando concedeu uma entrevista coletiva. O deputado agradeceu a sua votação para o legislativo estadual, fez uma avaliação do primeiro turno e reiterou seu compromisso de votar para governo do estado em Henrique Alves e João Maia.

Vivaldo disse que ficou feliz com o reconhecimento do povo caicoense que o fez ser o deputado mais votado. “É altamente confortador depois de quarenta anos de vida pública, após disputar dezenas de eleições, abrir as urnas e ser o mais votado em Caicó, que é o maior colégio eleitoral do Seridó, com uma votação altamente gratificante”.

Quando analisa seus votos por regiões, Vivaldo começa pelo Seridó e diz que a votação foi boa, embora tenha diminuído. No Trairi o parlamentar considera muito boa. Já no Agreste ele disse que foi bem abaixo da perspectiva. Em Natal também não conseguiu repetir a votação da última eleição, já na grande Natal o Papa Jerimum diz que teve uma votação surpreendente.

CARRO DE AGENTE PENITENCIÁRIA EXPLODE E PEGA FOGO EM FRENTE A PRESÍDIO NO RN

O carro de uma agente penitenciária pegou fogo na madrugada desta segunda-feira (20) em frente ao Centro de Detenção Provisória Feminino de Parnamirim, na Grande Natal

Segundo Dinorá Simas, diretora da Coordenação de Administração Penitenciária do Rio Grande do Norte, testemunhas relataram ter escutado uma explosão do lado de fora da unidade. A polícia investiga a possibilidade de atentado.

Ainda de acordo com Dinorá, a explosão aconteceu enquanto a agente estava de serviço no CDP. "Os agentes relataram ter escutado a explosão, e quando saíram o carro já estava em chamas. Ninguém com atitude suspeita foi visto na região. Ainda não se pode falar em atentado, mas o caso está sendo investigado", ressalta.

A diretora acrescenta que uma equipe do Instituto Técnico-Científico de Polícia (Itep) foi ao local para fazer uma perícia no veículo, um Fiat Uno. "Somente após o resultado da perícia é que poderemos entender o que aconteceu. Pode ter sido alguma falha do próprio veículo. Mas, se realmente foi um atentado, precisamos identificar os responsáveis", observou.

ELEIÇÕES: A ESCOLHA JÁ ESTÁ FEITA PELA IMENSA MAIORIA

Dos 143 milhões de eleitores no Brasil, qual o percentual de indecisos? Por mais que os institutos de pesquisa batam cabeça, é impossível calcular a partir de consultas feitas a 5 ou 9 mil cidadãos.

Mesmo assim, indicam a lógica e o bom senso que a uma semana das eleições, será mínimo o número de eleitores sem se ter definido. Sendo assim, não serão os indecisos que decidirão por Dilma ou por Aécio.A escolha já está feita pela imensa maioria, ainda que só na noite do próximo domingo possamos saber qual.

Seja quem for o eleito, a partir de segunda-feira que vem começarão as especulações sobre o ministério do presidente eleito. Se for Dilma, imagina-se que passará o rodo na atual equipe, da qual apenas dois ou três permanecerão, de um total de 39. No caso da eleição de Aécio, não deve ser esperado o retorno em massa dos ministros de Fernando Henrique Cardoso. Lá e cá, a palavra de ordem será renovação.

DIRCEU PEDE AO STF PARA CUMPRIR PENA EM CASA

Depois de 11 meses e seis dias preso na Penitenciária da Papuda, em Brasília, o ex-ministro José Dirceu pediu ao Supremo Tribunal Federal (STF) autorização para cumprir o restante de sua pena de 7 anos e 11 meses em regime domiciliar. O pedido foi protocolado nesta segunda-feira 20 por seus advogados.

Desde o dia 3 de julho, Dirceu cumpre regime domiciliar, saindo durante o dia do presídio para trabalhar. Antes disso, a pena foi cumprida irregularmente em regime fechado, uma vez que o ex-presidente do Supremo Joaquim Barbosa não concedeu o direito ao condenado na Ação Penal 470.

O ex-ministro de Lula, condenado por corrupção ativa, ainda não cumpriu um sexto da pena, exigência para o regime domiciliar. No entanto, a Justiça descontou os dias e que ele trabalhou fora. A cada três dias trabalhados, é descontado do detento um dia da pena.

CIÇÃO NUNCA MAIS

Foi só o candidato a deputado federal, Cição Bandido que teve em Caicó uma votação superior a 11 mil declarar no rádio seu apoio ao candidato Henrique Eduardo Alves, neste segundo tuno para receber uma manifestação de repudio dos caicoense a sua decisão.

Na manhã desta segunda-feira vários veículos começaram a circular na cidade estampado um adesivo com a frase ( Cição nunca mais ).

Cição Bandido, no primeiro turno das eleições queimou  uma centena de santinhos com sua voto e a do candidato a governador Henrique Alves do PMDB, sob alegação de que jamais votaria em Henrique, um dia após o primeiro turno Cição mudou de ideia. Agora, tudo leva a crer, que a frase escrita no adesivo tenha ligação com a declaração de apoiar Henrique.

Foto: Gláucia Lima

DEBATE DA RECORD FOI MARCADO PELA NÍTIDA PREOCUPAÇÃO EM EVITAR BAIXARIAS

O debate desta noite de domingo entre os candidatos a presidente Aécio Neves (PSDB) e Dilma Rousseff (PT) foi marcado pela nítida preocupação em evitar baixarias, apesar de isso haver acontecido em vários momentos. Passou a impressão e que eles guardaram “munição” para o debate final, promovido pela Rede Globo, esta semana

Dilma questionou sobre supostas “medidas impopulares” que ela e sua campanha insistem em atribuir ao adversário e, numa pergunta sobre violência Aécio afirmou que a candidata “tem problemas com números”. Ele perguntou por que países vizinhos crescem mais com inflação menor. “A inflação está aí”, disse Aécio. “Vocês sempre gostaram de plantar inflação para colher juros”, respondeu Dilma.

Eles divergiram sobre a paternidade de programas sociais. Dilma se referiu ao “meu Bolsa Família”. “Não faça isso. O Bolsa Família não é seu”, retrucou o candidato. Dilma disse que Aécio questiona algo que “o mundo reconhece”.

Quando debateram sobre o Pronatec (Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego), Dilma afirmou que o governo de Fernando Henrique Cardoso (PSDB) proibiu a construção de escolas técnicas. “Não consigo entender essa obsessão de ter um programa para chamar de seu. O seu governo não inventou as escolas técnicas”, disse Aécio.

AÉCIO PERDE BATALHA DA VERDADE

Insistência do tucano em chamar de "mentiras" fatos incontestáveis derrete sua própria credibilidade

A frase atribuída ao nazista Joseph Goebbels -uma mentira repetida mil vezes se transforma em verdade- tem sido a resposta preferida do candidato Aécio Neves e sua equipe diante de críticas. O problema é quando a verdade, repetida mil vezes, continua sendo verdade, sem contraponto ou contraditório capaz de desmenti-la.

O candidato tucano construiu uma pista de pouso em propriedade familiar. A chave da mordomia ficava na mão de parentes, os quais, aliás, ele empregou aos montes. Tudo documentado. Nenhum estudo, mesmo fabricado às pressas, provou a necessidade da obra. Isso não é uma questão íntima. É dinheiro público queimado para fins pessoais. Existe uma ação em curso, por improbidade administrativa. É um fato, não depoimento selecionado de delação desesperada, desculpe, premiada.

O governo de Minas destinou uma gorda fatia de publicidade para empresas de telecomunicações dos Neves. Nem o candidato nega. É deselegante perguntar como o rapaz lida quando se encontram o público e o privado? Cabe aos brasileiros descobrir o montante, pois envolve gente disputando a Presidência. "Não registramos quanto foi gasto", respondem o tucano e seu staff.

Documentos do Tribunal de Contas de Minas Gerais apontavam suspeitas de irregularidades no governo do atual senador. A capivara foi citada durante um dos debates. Horas depois, a papelada desapareceu do site oficial do tribunal, uma instância pública (!). Tomou Doril. Sumiu. E nada se faz a respeito.

O drible no bafômetro e outros momentos pouco edificantes da rotina noturna do senador estão fartamente documentados na internet e imprensa escrita. Não são montagem, assim como não é falso o stand-up daquele artista de fim de noite que relacionou Maradona e Aécio quanto ao consumo de drogas. Hoje o mesmo personagem posa de aecista desde criancinha. Mas nunca desmentiu a performance.

Balela a história de que trazer a público tudo isso é baixaria etc, etc. Isso é falta de argumento de quem não tem resposta.

Pense bem: quantas vezes já não deparamos com indivíduos brilhantes (o que não é propriamente o caso...), mas com uma trajetória errática, que seríamos incapazes de indicar para uma função, mesmo menor, numa empresa? Não há nisso preconceito nenhum; somente o desejo de saber qual é a pessoa certa para o lugar certo.

"Ah, mas e os programas, as propostas?", indagam os puritanos habituais. Bem, todos conhecem o que pensam tanto Dilma quanto Aécio e seu braço direito, Armínio Fraga.

A primeira pelo que ela e seu partido fizeram nos últimos tempos no Planalto. Aécio, pelo que ele e sua equipe revelam em entrevistas e jantares. Coisas como corte de gastos sociais, esvaziamento de bancos públicos, encolhimento de salários, facão nas empresas, tarifaço, mudança nas leis trabalhistas e por aí vai. As tais medidas impopulares. Para ele, sem isto o Brasil vai piorar. Acredite quem quiser.

Com a campanha perto do fim, supostas regras de etiqueta surgem para esconder o essencial. Cortina de fumaça. Estão em jogo a vida e o futuro de milhões de pessoas. Elas têm todo o direito de conhecer quem pretende ocupar o cargo mais alto da República.

Pesquisas são só pesquisas. A depender delas, o PT não teria ganho no primeiro turno na Bahia e em Minas Gerais, Aécio não teria os votos obtidos em São Paulo, e o PMDB estaria fora do segundo turno no Rio Grande do Sul.

A questão não é satanizar institutos. É dar aos seus levantamentos o peso que merecem. Mais do que nunca, o primeiro turno mostrou que a palavra final é do eleitor, não de pesquisados. Da mesma forma que é patética a tática de carimbar como mentiras verdades inapagáveis, registradas em vídeo, áudio e folhas de papel.

COORDENADORA DO BOLSA-FAMÍLIA: PAI É QUEM CUIDA

A advogada Luciana Oliveira, coordenadora do Bolsa-Família durante oito anos, distribuiu uma carta aberta ao candidato Aécio Neves, alegando que o PSDB não pode reivindicar a paternidade do programa.

“O Bolsa Família nasceu como um projeto para vencer a pobreza. O Bolsa Escola nada foi além de remendos, em época eleitoral, de um governo que estava com a popularidade baixíssima”, diz ela. “PSDB pai… O Pai que reivindica a paternidade de seu filho na certidão, mas que só aparece “pra visita” de quatro em quatro anos, à época das eleições?”, questiona.

Eis um trecho:

Sr. Aécio, eu passei a integrar a equipe do Bolsa Escola (BES) em novembro de 2001, sete meses após a sua criação, e o que eu encontrei lá foi uma equipe muito determinada a fazer com que pouco dinheiro chegasse às mãos de poucas famílias. O cadastro do BES era uma vergonha: incompleto, não aceitava alterações ou atualizações cadastrais e era completamente off-line. Uma vez registradas as informações nele, elas nunca mais seriam modificadas, mesmo que uma daquelas crianças – Deus nos livre – viesse a óbito.
(...)
Naquele momento, o quadro, então, era o seguinte:

· No Bolsa Escola (R$ 15,00 mensais pagos por criança até um limite de três, desde que tivessem entre 7 e 15 anos -educação ): 4,7 milhões de famílias beneficiárias;

· No Bolsa Alimentação (R$ 15,00 mensais pagos por criança até um limite de três, desde que tivessem entre 0 e 6 anos- saúde): 1,6 milhão de famílias.

A verdade é que nunca houve real investimento em Programas Sociais em nosso país até ele ser dirigido por uma pessoa “do povo”. Essa é a verdade que eu vivi trabalhando pra o Governo Federal todo esse tempo. O Bolsa Escola não foi uma estratégia de combate à pobreza e muito menos de incentivo à educação no governo FHC. Nada foi além de remendos, criados às vésperas das eleições, por um governo com uma popularidade baixíssima. Poucos têm conhecimento disso, mas a alcunha de “Bolsa Esmola”, muitas vezes utilizada pelo seu partido para caracterizar o Bolsa Família, de fato, era o apelido daquele Bolsa Escola lá atrás, disse ela. 

MDA: EMPATE TÉCNICO COM DILMA À FRENTE PELA 1ª VEZ


Pesquisa CNT/MDA divulgada na manhã desta segunda-feira 20 confirma o empate técnico apontado nas mostras Datafolha e Ibope da semana passada, mas com a presidente Dilma Rousseff (PT) numericamente à frente de Aécio Neves (PSDB).

A candidata à reeleição registrou 50,5% dos votos válidos, contra 49,5% do candidato tucano. Esta foi a primeira pesquisa do instituto MDA no segundo turno, portanto não há cenário de comparação com levantamentos anteriores.

Contabilizando os votos gerais, com brancos e nulos, a vantagem da petista é mesma: 45,5% das intenções de voto a Dilma, ante 44,5% a Aécio Neves. A margem de erro da pesquisa é de 2,2 pontos percentuais.

O instituto MDA realizou 2.002 entrevistas em 137 municípios de 25 estados no sábado 18 e no domingo 19, portanto antes do terceiro debate presidencial, exibido pela TV Record na noite deste domingo. As pesquisas Datafolha e Ibope divulgadas na semana passada apontaram resultados idênticos entre elas, com empate técnico entre Aécio (51%) e Dilma (49%), mas com Aécio dois pontos à frente. O Datafolha divulga um novo levantamento nesta segunda-feira 20, às 18h no site da Folha de S. Paulo.